Ejaculação precoce

Ejaculação Precoce: como resolver?

A ejaculação precoce acontece quando o homem tem o orgasmo antes do esperado numa relação sexual. Existem diversos tipos de ejaculação precoce:

  • Primária: desde o inicio de sua vida sexual, o homem tem impossibilidade de prolongar o coito;
  • Secundária: surge em indivíduos que antes controlavam bem a ejaculação;
  • Variável: acontece casualmente uma ejaculação precoce, portanto, não é considerado um problema, e sim uma variação do tempo de orgasmo;
  • Situacional: só ocorre em determinadas situações;
  • Subjetiva: a ejaculação acontece depois de dois minutos, mas o paciente fica muito insatisfeito com a duração do coito.

Homem deitado na cama com a mão na cabeça. Mulher do lado com a mão sobre a boca.

Causas

Ainda não há uma causa exata para a ejaculação precoce, mas existem alguns fatores biológicos e psicológicos relacionados:

  • Distúrbios na tireoide;
  • Ansiedade;
  • Disfunção erétil;
  • Uso de certos medicamentos (como psicotrópicos);
  • Fatores genéticos;
  • Inflamação ou infecção da uretra ou da próstata;
  • Níveis hormonais acima do normal;
  • Problemas de relacionamento;
  • Atividade anormal do sistema ejaculatório;
  • Níveis de neurotransmissores acima do normal;
  • Danos no sistema nervoso causados por cirurgias ou experiências traumáticas.

Sintomas

O principal sintoma da ejaculação precoce é quando a ejaculação ocorre antes do esperado durante uma relação sexual ou até mesmo durante a masturbação. A ejaculação precoce primária pode ser identificada por:

  • Não conseguir retardar a ejaculação durante a relação sexual;
  • Incapacidade de prolongar a ereção com menos de um minuto de penetração;
  • Frustração, estresse e evitar o ato sexual com o parceiro (a).

Homens com ejaculação precoce secundária apresentam os mesmos sintomas, porém tinham relações satisfatórias, e por algum motivo desenvolveram a ejaculação precoce.

Como Tratar?

Duas mão segurando diversas pílulas de remédios.

A ejaculação precoce pode ser tratada de diversas formas, porém é necessário consultar um urologista sempre!

Remédios antidepressivos

Antidepressivos inibidores seletivos da recaptação da serotonina como a paroxetina, fluoxetina, sertralina, ou dapoxetina possuem como efeito colateral o atraso da ejaculação. Por isso, são muito utilizados para tratar a ejaculação precoce. Também auxiliam no controle da ansiedade, considerada uma das causas do problema.

Existem alguns efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso desses medicamentos como sonolência, excesso de suor, diminuição do apetite sexual e enjoos.

Inibidores da 5-fosfodiesterase

Os inibidores da 5-fosfodiesterase, como o tadalafil e sildenafil, conhecidos por  Cialis e Viagra, são medicações utilizadas para retardar a ejaculação, especialmente se usados em conjunto com algum antidepressivo.

Os efeitos colaterais mais comuns são má digestão, dor de cabeça e vermelhidão facial.

Analgésicos

O Tramadol é um remédio utilizado para tratar a dor e possui como efeito colateral o retardo da ejaculação. Porém, essa medicação deve ser prescrita em caso de ineficiência dos antidepressivos.

Alguns efeitos colaterais que podem acontecer são: tontura, dor de cabeça, sonolência e enjoos.

Pomadas ou cremes

Podem ser utilizados anestésicos locais como benzocaína, lidocaína, ou prilocaína. A aplicação deve ser feita de 5 a 10 minutos antes do contato íntimo, para diminuir a sensibilidade e a vontade de ejacular.

Efeitos colaterais como reações alérgicas e diminuição do prazer podem surgir.

Técnica de dessensibilização

Homem e mulher deitados na cama. Homem segurando uma camisinha.

A técnica consiste basicamente em se masturbar 1 ou 2 horas antes do ato sexual, diminuindo a sensibilidade para o orgasmo. E o homem que não utiliza camisinha normalmente, por estar numa relação duradoura, é recomendado iniciar o uso do preservativo, pois diminui a sensibilidade do pênis, o que permite controlar o orgasmo. Porém, essa técnica não funciona em todos os homens.

Técnica do “start-stop”

  • No primeiro dia, o homem deve se masturbar com a mão seca, realizado 3 movimentos e parando por 2 a 3 segundos;
  • Após cada pausa, repetir os 3 movimentos e parar;
  • Manter o padrão por 10 vezes.

Se a ejaculação ocorrer antes das 10 vezes, é necessário repetir nos dias seguintes até aguentar as 10 vezes.

  • Depois da realização das 10 vezes de 5 movimentos, passa a realizar-se 7 movimentos consecutivos;
  • Após as 10 vezes com os 7 movimentos seguidos, repete-se a técnica, iniciando com os 3 movimentos, com a mão úmida (com o uso de lubrificante ou vaselina);
  • Ao atingir os 7 movimentos, o parceiro (a) deve repetir a técnica.

Todos os medicamentos usados no tratamento da ejaculação precoce apresentam efeitos colaterais. Consulte o médico sempre!

http://www.scielo.br/pdf/eins/v9n4/pt_1679-4508-eins-9-4-0545.pdf

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1516-08582010000200007&script=sci_abstract&tlng=es

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *